Otoplastia

Atenção: O vídeo, animações e conteúdos acima são representações simplificadas e genéricas dos diversos procedimentos cirúrgicos. Cada paciente individualmente pode ter uma escolha de técnica cirúrgica, evolução pós operatória, resultados e cicatrização diferentes.

A deformidade mais comum da orelhas é chamada de “orelha de abano” ou orelhas proeminentes.

Nestes casos a borda lateral da orelha fica muito distanciada da cabeça, destacando a orelha na face.

Essa alteração é de origem genética.

Pode causar constrangimento e angústia emocional, principalmente nas crianças, que passam a ser alvo de brincadeiras e apelidos.

Anatomia das Orelhas

A orelha é constituída internamente por cartilagem.

Essa cartilagem possui um relevo muito particular.

A borda lateral elevada é chamada de Hélice, em seguida temos uma depressão chamada Escafa, continuando-se com uma outra elevação chamada de Anti-hélice.

Em contato com a cabeça temos uma grande depressão chamada Concha.

A parte inferior é o Lóbulo.

Geralmente a má formação da anti-hélice associada ou não ao aumento da concha pode levar as “Orelhas Proeminentes”.

A Otoplastia é a cirurgia que leva à correção estética das orelhas, dando um aspecto mais natural e harmônico.

A idade ideal para realizar a Otoplastia é a pré-escolar, quando a orelha já está formada e possui o quase o mesmo tamanho de um adulto.

Recomendações pré-cirúrgicas para Otoplastia

Programe sua vida diária e social nos dias seguintes à cirurgia, respeitando os cuidados necessários.

É importante que você esteja em boas condições de saúde para fazer a cirurgia.

Na consulta médica é realizada uma avaliação física completa e são solicitados exames laboratoriais.

Algumas recomendações deverão ser seguidas antes da cirurgia.

Informe ao seu médico os remédios que você usa normalmente, pois alguns devem ser suspensos, como é o caso dos anticoagulantes.

Avise o médico em caso de gripe e indisposição antes da cirurgia. 8 horas antes jejum absoluto de alimentos sólidos e de líquidos.

O tempo da cirurgia, de internação e o tipo de anestesia serão informados pelo seu médico.

O retorno às atividades normais se dá em alguns dias, outras recomendações específicas, relativas a cuidados com o curativo, cicatrização, exposição solar e atividades esportivas serão dadas pelo seu médico.

A paciência e os cuidados são fundamentais no pós-operatório.

Ao longo de alguns meses você poderá ver um resultado mais natural e definitivo.

As complicações são raras devido ao preparo realizado no pré-operatório e os cuidados oferecidos durante e após a cirurgia.

A Cirurgia Plástica é um dos caminhos para conquistar mais auto-confiança e melhorar sua qualidade de vida.

Converse sobre suas expectativas com seu médico e veja o que realmente pode ser feito no seu caso, pois a perfeição não existe, porém os resultados valem a pena.

Juntos, poderão discutir as técnicas cirúrgicas existentes e a mais indicada para o seu caso, pois há de se respeitar sempre a anatomia de cada pessoa.

Não existe Cirurgia Plástica sem cicatrizes, cada pessoa tem um processo de cicatrização diferente, que não depende do médico e sim do organismo.

Você deve buscar o melhor resultado dentro da sua realidade.

Técnica Cirúrgica da Otoplastia

É realizada uma incisão atrás da orelha. Remove-se os excessos da cartilagem mal formada, conferindo uma nova forma.

A cicatriz é imperceptível, escondida atrás da orelha.

A Otoplastia proporciona resultados naturais e se realizada na idade pré-escolar evita traumas psicológicos.

Recomendações pós-operatórias para Otoplastia

Após a cirurgia, o paciente permanece com um curativo modelador que é retirado nos dias seguintes.

Deve-se proteger as orelhas de traumas e evitar determinadas posições durante o sono.

O uso de uma faixa é recomendado durante alguns dias para proteger e manter a orelha em sua nova posição.